setembro 27, 2010

Mais comemorações e passeio

Nesse final de semana que passou, recebemos a visita de familiares (irmão do meu marido, esposa e filha), para comemorar conosco o meu aniversário. Foi no dia 20, mas eles só puderam vir agora, então comemoramos novamente. Pra dizer a verdade é a primeira vez que comemoro tanto o meu niver. Nos anos anteriores, preferi viajar, mas nesse ano, me animei a receber meus amigos, familiares e comemorar com eles. Afinal, não é sempre que a gente completa 47 aninhos. E a gente nunca sabe o dia de amanhã, né? Vai que...
Preparei mais alguns quitutes e fizemos um lanche bem gostoso. Minha sobrinha se amarrou na jujuba no palito que havia guardado. Se amarrou também na massa do doce de leite Ninho que sobrou e misturei com leite condensado. Só não deu ponto pra enrolar e nem colocar no copinho, então, comeram de colher mesmo. Preparei outros cup cakes, só que agora foi com uma massa de chocolate com menta e fiz o recheio de brigadeiro. Ficaram deliciosos. Como tive preguiça de sujar o saquinho de confeitar, coloquei o chantilly com a colher mesmo. E sabe que ficou bonito? Fiz uma torta de palmito, daquelas de liquidificador, que ficou deliciosa. Preparei torradinhas com pão integral para comer com os mesmos patês que fiz anteriormente (tinha feito 2 tigelas de cada). E cantamos os parabéns com um bolo arco-íris feito pela minha filha. Amei essa comemoração também.

Cup cakes de chocolate - torta de palmito
torradinhas integrais com patês  - bolo arco-íris
Passeio no Museu do Café

No dia seguinte não saímos cedo de casa para ir à igreja, então, lá pelas 10h30, resolvemos visitar o Museu do Café que fica no centro da cidade. Meu cunhado já queria conhecer há tempos. O museu fica no Palácio do Café (tombado em 2009), construído para centralizar as operação na Bolsa Oficial do Café, em Santos, inaugurada em 1922. Fizemos o passeio cultural no museu e tiramos algumas fotos. Nos deliciamos com as obras de Benedicto Calixto (painéis e vitrais) e aprendemos sobre a trajetória do café no Brasil. Se quiser saber um pouco da história, clique aqui. Após a visita, paramos na Cafeteria do Museu para tomar um café expresso.






Quel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou do post? Deixe um comentário.