Um blog de variedades: organização do lar, dicas de nutrição e saúde, textos autorais, resenhas, culinária saudável, viagens e receitas.

Intercâmbio em Londres - um sonho possível

Londres - mar de poppies
Tower of London - cada poppy ou papoula vermelha de cerâmica colocada ali,
representa um soldado britânico morto na Primeira Guerra Mundial.

Fazer uma viagem de intercâmbio é o sonho de muitos jovens. Londres é um dos locais muito procurados para realizá-lo. Mas é preciso ter atitude e coragem para encarar o desafio que não é só financeiro. 

Os filhos crescem e não podemos viver suas vidas. Entendo que devemos dar amor e dar condições (dentro de nossas posses, é claro!) para que ao crescerem, escolham seus caminhos.

Quando minha filha nasceu, eu tinha 32 anos. Ela foi desejada e sua chegada foi planejada por mais de 6 anos. Sonhamos para ela um futuro de sucesso.
A gente sonha sonhos bons para nossos filhos. Nem sempre são sonhos grandes, mas normalmente, bons. Não os criamos para nós mesmos, mas para que tenham autonomia de vida. Desejamos também que façam boas escolhas sempre. Mas, o certo é não criar muitas expectativas, pois a vida é deles. Eles traçarão seus próprios caminhos. O que podemos fazer, é pedir a Deus que os guarde e dê sabedoria em suas escolhas.

Desde pequena, tentei, junto com meu marido, dar uma educação de autonomia. Ela brinca até hoje comigo, dizendo que eu nunca dava as respostas às perguntas que me fazia quando realizava as tarefas da escola. Minha ideia era de que ela deveria aprender por si mesma, buscar a resposta no conteúdo disponibilizado ou raciocinar a respeito do assunto. Como mediadora de aprendizagem, sempre respondia com outra pergunta (risos) e ela na maioria das vezes conseguia resolver. Queria que ela pensasse e não dar a resposta pronta. Minha área é Humanas e a do pai, Exatas, então quando se tratava de Matemática e Física, era com ele. Nunca exigimos que tirasse 10 em tudo e ela tirava nota máxima em poucas matérias. Como professora de Informática, cheguei a lidar com crianças cujos pais faziam suas tarefas. Nem sequer a letra disfarçavam. Isso cria dependência e pode gerar adultos inseguros. Devemos deixar nossos filhos crescerem em todos os âmbitos. 

Sou grata, porque ela foi sorteada com uma bolsa de estudos de Inglês para um semestre quando tinha 9 anos. Gostou muito e seu aproveitamento foi excelente. Resolvemos nos esforçar para que continuasse estudando, o que aconteceu por mais 7 anos. Fez um exame que lhe deu a proficiência, podendo lecionar. 

Uma coisa que sempre deixei claro para ela, é de que nada caía do céu e que tudo se consegue com trabalho e esforço. Dizia para ela que dinheiro não dava em árvore. Nunca incentivei o uso de roupas e calçados "de marca" porque queria que se adequasse ao que podíamos lhe proporcionar. Nunca vi isso como prioridade e hoje colho frutos disso em suas atitudes. Uma roupa ou calçado tem que ter qualidade e durabilidade razoável para serem usados, não para ostentar. Sinto gratidão por ter uma filha simples que não exige nada de nós, além do que podemos.

Quando tinha 7 anos, começamos a pagar mensalmente um pacote de Previdência Privada que seria resgatado quando ela completasse 17 anos. Fiz isso sob o conselho de uma amiga querida que trabalhava num banco. Conselho bom, porque me forçava mensalmente a guardar um valor pequeno que foi aumentando mês a mês. A intenção era usar esse dinheiro para realizar algum sonho dela.

Quando tinha 14 anos, fez uma viagem para o Sul do Brasil. Até já escrevi sobre a comemoração da formatura do 9º ano do Ensino Fundamental. Foi sua primeira viagem sem nossa presença. O diretor da escola foi junto com a turma. Ela passou mal e tive que monitorar sua saúde à distância. Coisas de mãe. Nessa época, ela já sonhava em sair do Brasil. Pensou em fazer o High School (Ensino Médio) nos Estados Unidos. Acabou não realizando esse sonho, porque o pai a achava imatura para permitir que ficasse tanto tempo fora. Não aconteceu.

Passou a sonhar então com a ideia de morar um tempo em Londres. A incentivei, mas o pai só observava e achou que deveria fazer uma pequena viagem no Brasil, para ver como seria. Então, sua primeira viagem de avião, sozinha, foi aos 16 anos para a casa de um tio em Belém/PA.
O sonho de morar em Londres foi sendo delineado aos poucos. Tirou o passaporte, fomos juntas a várias agências de intercâmbio de nossa cidade para pesquisar os preços. Ao mesmo tempo, muitas pesquisas foram feitas por ela, seguindo vários blogs e assistindo vários vídeos sobre Londres e intercâmbios. Mas, durante todo esse tempo, não dissemos nada a ela sobre a reserva que tínhamos. Ela não tinha nenhuma certeza de que seria possível até o momento em que fechei o contrato com a empresa. A única coisa que tivemos que comprar à parte, foram as passagens de ida e volta, porque o restante, a reserva cobriu.

Londres

Então finalmente, com 18 anos completos (ela preferiu assim), foi para a Inglaterra. Passou doze semanas em Londres, um sonho que foi sendo nutrido e desejado ansiosamente por ela. Foi um desafio que ela conseguiu enfrentar pela força de caráter e autonomia. 


Rio Tâmisa - Londres

Contei no Blog sobre o sonho de ir a Londres. Farei um post somente sobre o intercâmbio, tudo contado por ela mesma.

Meridiano de Greenwich em Londres

Contei a história toda, porque às vezes não achamos que é possível realizar um sonho como esse. Mas é possível sim, com planejamento, pesquisa e tranquilidade. Sem desespero e de preferência, sem se endividar. Basta ter paciência e não desistir diante das dificuldades.

Sou grata por termos conseguido realizar esse sonho, no tempo certo.



Este post participa da Blogagem Coletiva Semanal #52semanasdegratidão de Elaine Gaspareto, cujo objetivo é valorizar e compartilhar nossas pequenas e grandes alegrias... nossas vivências e aprendizados.


Me acompanhe nas Redes:


Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

11 comentários:

  1. Maravilha realizar sonhos e esse foi maravilhoso! Coisa tão boa, né? Vale ser grata, portanto! bjs e que muitos outros sonhos realizes! chica

    ResponderExcluir
  2. que lindo! adorei a história da sua filha! parabéns à sua menina pelo pai e mãe maravilhosos que ela tem e que ela continue nesse caminho e cada vez mais portas possam se abrir para ela
    😘😘 www.meubazardamoda.com.br

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, Raquel, saber mais um pouquinho do sonho realizado, de fato viver com planejamento e dedicação tudo dá certo, bjss

    ResponderExcluir
  4. Querida. Fiquei encantada com sua narrativa e me alegrei por ver com tudo aconteceu a seu tempo e na medida do merecimento. Que Deus continue a lhes inspirar na tarefa da educação de sua filha e que, ainda, Ele faça com que a felicidade e as realizações pessoais estejam sempre presentes na vida desta linda e esforçada moça. Um abraço.



    ResponderExcluir
  5. Que legal...eu sempre quis fazer intercambio mas nunca me planejei desse jeito. mas espero fazer com meu filho(a) que virá futuramente.. Parabens pelo post e pela filha

    ResponderExcluir
  6. Poxa, que bacana! Já li vários relatos inspiradores de pessoas que fizeram intercâmbio e como essa foi uma experiência enriquecedora - inclusive, meu sonho é fazer intercâmbio hueihe -, mas é a primeira vez que vejo um relato desses de uma mãe. Muito bacana ler sobre a educação que vocês deram para sua filha e o resultado, ela estar aí realizando os sonhos dela. Parabéns mesmo!

    Beijos, Vickawaii
    http://www.neverland.com.br

    ResponderExcluir
  7. Que felicidade ler esse texto! Meu sonho sempre foi fazer intercâmbio em Londres mas nunca tive condições pra isso. Hoje estudo jornalismo e tô quase formando, e junto com isso vem o sonho de fazer pós graduação por lá. Mas como você disse, nada é impossível! <3

    ResponderExcluir
  8. Que texto mais lindo de ler <3 Achei muito legal ver esse relato sobre intercâmbio, ainda mais sobre o ponto de vista da mãe e em como vocês incentivaram a filha de vocês. Acho que o incentivo por parte dos pais é fundamental.
    Eu nasci sem planejamento, digamos assim haha enquanto meus pais ainda eram jovens. Mas sempre tive muito incentivo e apoio da minha família em tudo o que quis e precisei. E a minha mãe também me ensinou que nada na vida vem sem esforço ou cai do céu. Ano passado tive a oportunidade de realizar um dos meus maiores sonhos que era fazer intercâmbio em moda em outro país. Acabei indo morar por seis meses em portugal, mas tive a oportunidade de conhecer a Itália e Londres (minha cidade sonho desde que me entendo por gente) e foi uma experiência incrível, que nunca imaginei realizar tão cedo.

    Ah e parabéns por toda a dedicação e pelas conquistas da sua filha. Beijão

    ResponderExcluir
  9. Que história linda! Parabéns para ela pelo Intercâmbio, pelos aprendizados e parabéns para a família inteira por toda a dedicação que os trouxeram até aqui <3

    Beijinhos

    www.nathaliaorige.com

    ResponderExcluir
  10. Que post mais lindinho. Acho que todos os pais deveriam ter atitudes como as de vocês, e incentivar os sonhos dos seus filhos, dando a liberdade aos poucos. Um dos meus maiores sonhos é passar um tempo em Londres, seja como intercambista ou não. Meus pais já deixaram claro que não concordam com essa minha vontade, então, por ora, eu vou estudar, juntar meu dinheiro e ir por conta própria :)

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem? Realizar nossos sonhos é sempre uma grande conquista, ainda mais quando se trata de algo assim que nos acompanha durante tanto tempo. Muito feliz por ela ter seguido firme, não ter perdido o foco e se esforçado tanto, vocês merecem. Que venham muitos outros sonhos para 2017. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir

O que achou do post? Deixe um comentário.

Aprenda a fazer brigadeiro gourmet

TRADUZA O TEXTO:

.

.
Economize R$ 50,00

Seguidores

Seguir por E-mail

INSTAGRAM

Postagens populares

Total de visualizações

.