junho 11, 2017

Dia dos namorados com lembranças: DIY e viagem

praia de cambury

Sempre fui muito romântica desde o início da adolescência. Gostava de ler fotonovelas, uma espécie de novela em formato de história em quadrinhos, feita com fotos. Gostava também de ler livros de romance e os devorava rapidamente. Comprava ainda revistas com contos nesse estilo nas bancas de jornal (lembro da Sabrina e da Bianca). Sonhava em um dia ser amada como aquelas personagens dos livros e revistas que eu lia. Mas sinceramente, isso me deprimia, porque ao mesmo tempo em que sonhava com isso, os namoros que tinha não indicavam esse caminho. Penso que minhas escolhas também eram ruins e não me davam segurança. Não pensava em casar naquele momento, mas em amar e ser amada.
Quando viajava, sempre que conhecia um lugar legal, pensava que no futuro gostaria de estar ali com aquele que fosse o amor da minha vida, que fosse meu companheiro de aventuras.
Um dia, parei de mergulhar nessas histórias e dei um basta. Queria viver minha vida, construir meu futuro, ser feliz comigo mesma. A gente não vive de sonhos, embora eles sejam importantes para nos levar em frente. Passei então a valorizar mais as minhas amizades e aqueles que Deus (acredito mesmo nisso!) colocava em meu caminho.
Durante cinco anos, não me envolvi com mais ninguém e não me deixei envolver. Viajei bastante com amigas(os) e algumas vezes sozinha. Curti muito esse período e tudo o que fazia. Estudei, trabalhei, conquistei meu espaço, inclusive na minha própria vida e no mundo. Aprendi a me valorizar e a me amar. Já estava com 25 anos convencida de que ninguém estava predestinado para mim.
Até que um dia, ele apareceu. Me olhou, me enxergou, me valorizou, me conquistou. Me escolheu para ser parceira, para me amar. Já contei como aconteceu no post Quer casar comigo?
Estamos juntos há muitos anos. Nossa vida é um mar de rosas? Claro que não! E sabemos que as rosas tem espinhos também! Mas caminhamos dia a dia construindo, crescendo, nos amando e respeitando. Essa frase que encontrei na internet, cujo autor desconheço, explica bem isso: "o casal perfeito não é aquele que nunca tem problemas, mas sim aquele que apesar dos obstáculos, permanece junto".

O presente em duas partes.

Tenho lido um pouco sobre minimalismo e me inteirado do assunto nos últimos dias e pensei a respeito. Para que comprar algo que a pessoa nem está precisando? Minha escolha foi fazer eu mesma um presente para meu marido e gastar somente com a segunda parte da comemoração. Queria algo com um significado, algo que ele pudesse ver sempre e não só para olhar ou usar de vez em quando. E na segunda parte, poder criar novas lembranças juntos.

Primeira parte

Através de uma interação de blogs, descobri duas ideias bem legais. Uni as duas ideias e gostei do resultado. Um cartão do blog Namorada Criativa (DIY Dia dos Namorados: Quadrinho personalizado + Cartãozinho). O quadrinho com o perfil do casal, achei muito legal e cartão é algo que a gente guarda. Eu tenho todos os que ganhei dele bem guardados. Então, através das dicas, preparei um personalizado. A ideia do quadro do blog Diário de Um Universo Paralelo (Diy: Quadrinho de Papel - Dia dos Namorados), achei muito interessante. Eu tinha o material em casa e a foto também, de um ensaio que fizemos no final do ano passado. Deu tudo certo e aí está o resultado. 

cartao diy


Segunda parte


A segunda parte do presente era levá-lo a um dos lugares que conheci há muitos anos e nunca tínhamos ido juntos. Antecipei a entrega desse segundo presente e fizemos uma pequena viagem até a praia de Cambury, que fica em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. Durante alguns anos fui muito a esse lugar lindo que na época ainda era meio selvagem. Passava férias lá e amava. Está tudo muito diferente, urbanizado, mas a praia continua maravilhosa, linda e imponente. Meu marido curtiu e passamos bons momentos ali.



E você, já comprou ou fez o presente do seu namorado ou namorada? Dê algo que fique na lembrança de ambos.
Sou grata por termos tempo para curtir esses momentos juntos.


Esse texto faz parte da Blogagem Coletiva Café com Blog, cujo tema escolhido foi Namorados.

Cafe com blog




52 semanas de gratidao

Este texto participa também da Blogagem Coletiva Semanal #52semanasdegratidão de Elaine Gaspareto, cujo objetivo é valorizar e compartilhar nossas pequenas e grandes alegrias... nossas vivências e aprendizados.




Me acompanhe nas Redes:
                                                          

22 comentários:

  1. Que bom te ler e ver que assim que relaxaste, parou a angústia de um amor pra ti, ele apareceu! São felizes, estão juntos e sabem tudo contornar... Lindo! Assim deve mesmo ser! estou com o meu namorado há 50 anos e desses 48 de casados...Uma vida!!! E ainda cultivamos o amor e romantismos! Adorei teu carinho lá! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Também sou bastante romântica, embora eu guarde sempre meu amor e carinho para quem realmente me merece.
    Apesar de não lhe conhecer, fico feliz que você tenha encontrado alguém com que valha a pena compartilhar à vida.
    Também amava ler Sabrina! Achava engraçado que o pessoal antigamente me chamava de depravada pq Sabrina tinha uns contos calientes, né?
    Mas hoje o pessoal lê 50 tons de cinza e outros livros hot tranquilamente. rsrs
    Adorei os presentes.
    Espero que seu parceiro goste também.
    Você tem bom gosto! Felicidades para vocês.
    Ah! Adoro o grupo café com blog também.
    Pena que nunca consigo participar dos projetos.
    Amei a postagem! Beijos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  3. Linda sua história.
    Aqui não trocamos presentes, comemoramos com viagem ou jantar especial, nesse ano será um almoço, em um lugar especial
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Que bom que você encontrou o seu verdadeiro amor, na vida temos decepções, mais um dia a felicidade bate na nossa porta e nos faz feliz. Muito boa a ideia do quadrinho e do cartão bem romântico, quardar momentos bons é muito gratificante, adorei o resultado bjs.

    ResponderExcluir
  5. O importante no relacionamento é o amor e o respeito a individualidade.Problemas sempre vão existir faz parte da vida.
    Regar a plantinha todos os dias é que faz a diferença.
    Estou casada a 23 anos e todos os dias é um recomeço.
    bjos.

    ResponderExcluir
  6. Fico feliz por suas conquistas e por ter alguém que te valoriza. O quadro ficou muito fofo! Felicidades....

    ResponderExcluir
  7. Que delícia de post, Quel!! Feliz dia dos namoridos pra você, que a sua união permaneça forte!!

    beijossssss

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Adorei sua história. Esses presentes DIY vão sempre com um significado a mais, né?
    E essa praia? linda!

    Abraço!
    Lupi Literatus

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua idéia de presente, Quel!!
    Também sempre fui romântica e lia os mesmos romances que vc citou.
    Concordo com este movimento minimalista
    Post delicioso e inspirador!
    Parabéns!!
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Que postagem linda *-*
    Também sou muiito romântica, já dei várias cartas e presente DIY para o meu noivo, não sou de dá presente no dia dos namorados porque completamos aniversário de namoro dois dias depois, ou seja, dia 14. Esse ano por causa da correria, tudo o que consegui preparar foi um texto e mais uma cartinha. O texto irei postar no blog, amanhã.
    Adorei sua história, sua postagem, é muito bom ver amor como o de voc~es em tempos tão turbulentos onde tudo o que se prega é o desapego e a pegação.

    Beijos!
    Cantinho da Lua

    ResponderExcluir
  11. Olá!!! Que bom que você tem quem te valoriza! Isso é lindo! :)

    ResponderExcluir
  12. Olá! Achei lindo seu texto. Sempre digo que é tudo no seu tempo, que no momento certo aparece a pessoa certa em nossas vidas. Gostei demais das dicas de presentes i para fazermos, fica mais original​ e mais fofo, beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Adorei sua dica de presente Diy, vou guardar para fazer no próximo ano porque agora já era rs... Mas o importante de verdade é encontrar o amor verdadeiro e graças a Deus nós conseguimos. Que bom que aproveitou muito sua viagem, eu adoro viajar e assim como o presente vou guardar a dica de lugar para uma oportunidade.

    Beijos e Sucesso!!

    ResponderExcluir
  14. Quando namorava era bem romantica, hoje em dia eu sou meio largadona. Não dou mais presentes, nem agrado muito KK Nunca fui nessa praia, vou antar para conhecer um dia.

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?
    Que post lindo! Desejo muitas felicidades a vocês!
    Eu também tenho muita dificuldade em comprar presentes para o meu namorado, então a ideia de fazer alguma coisa, é maravilhosa! Dicas anotadas!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá tudo bom, que bom que o seu dia dos namorados foi legal, adorei a praia que vocês foram e adoro Dys também, o meu não foi tão bom assim, nada do que planejamos deu certo e ainda por cima sofremos um acidente de moto no final, mas graças a Deus estamos bem Ele não se machucou muito e nem eu acho q depois de acidente eu percebi que no final o que importa não é tanto presentes que você recebe e sim o amor e o companheirismo da pessoa.

    -Beijoss

    ResponderExcluir
  17. Eu nunca fui romântica, até que me apareceu quem hoje é meu marido, haha, aí eu passei a ser também adepta ao DIY, todo presente que dou ao meu marido eu faço algo eu mesma para acompanhar, eu gosto disso e ele tbm, ele tem todos os cartões e coisinhas que fiz guardadas ou em uso.
    Achei bem legal a sua história, com certeza devemos nos amar primeiro para poder transbordar amor a um companheiro.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  18. olá!
    Viagem romântica é sempre muito bom, num lugar lindo desses, melhor ainda!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Amei o post, a primeira parte me descreveu completamente. Sempre fui criada lendo histórias maravilhosas de amor, mas parece que isso nunca acontece com a gente, né? Nada do príncipe encantado, só sapos. A verdade é que depois de tantos livros, personagens e finais perfeitos, eu fico procurando o cara perfeito também, mas não existe esse cara. Todo mundo tem defeitos, embora a pessoa certa vá se esforçar para estar ao seu lado.
    Achei muito fofo o que você fez para o seu marido. Acho que quando estiver namorando, quero escrever cartas, assim como meus avós. Todos os anos uma carta, até o final, para ficar guardado, mesmo se terminar.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Como não tenho namorado, esse post não é pra mim haha

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oie! Gostei do post, apesar de não ter um namorado ainda, mas um dia ele vem, ne?

    Beijos

    ResponderExcluir

O que achou do post? Deixe um comentário.