Um blog de variedades: organização do lar, dicas de nutrição e saúde, textos autorais, resenhas, culinária saudável, viagens e receitas.

Slow life – Desacelere! Sua saúde agradece.

No ano de 2005, havia assumido muitos compromissos de trabalho e tinha todas as tardes tomadas, cursei uma pós-graduação, continuando com todos os meus afazeres de dona-de-casa, mãe e esposa, além de estar no cargo de síndica do prédio em que moramos. E quem já fez um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), sabe que é um desafio que pode nos consumir. Resumindo: uma semana antes da entrega do TCC, fui parar no Pronto Socorro com uma dor no peito (atrás do osso esterno). O médico disse que poderia ser stress.
No ano seguinte, ao fazer alguns exames de saúde, descobri que estava com uma arritmia cardíaca e com hipotireoidismo. Entendi porque vivia cansada e com sono. Tudo em consequência de ter “corrido demais” no ano anterior.
Meses depois, a arritmia sumiu, mas continuo acompanhando minha saúde cardíaca de seis em seis meses com o cardiologista. Faço o teste ergométrico uma vez por ano, o eletrocardiograma semestralmente e de vez em quando um ecocardiograma.
Mas, quanto ao hipotireoidismo, passei a fazer o tratamento diariamente (reposição do hormônio da tireóide). Fiquei brava com o médico que me disse que teria que tomar medicamentos o resto da vida, mas entendi ser necessário. Tomo desde então, Puran T4 - 75mcg, diariamente, uma hora antes do café da manhã.
Nessa época, resolvi então diminuir o meu ritmo, adotei o slow life (definição no final do post).

Ao diminuir o meu ritmo, voltei a fazer coisas que amo e que não fazia há muito, muito tempo, como artesanato e costura. Fui então procurar ideias fáceis e interessantes de fazer algo como hobby ou terapia, como queiram entender. Descobri a decoupagem e me apaixonei. Meus primeiros trabalhos foram feitos em latinhas de molho de tomate. Na época, tinha várias guardadas, porque tinha pena de jogá-las fora. Acho que já pulsava em mim um desejo de colaborar com a preservação da natureza, mas não tinha consciência disso. Então, como prometi no post Porta controle remoto carioca, coloco aqui as fotos das latinhas que enfeitei. E o detalhe é que minha filha fez algumas comigo também e isso foi muito legal.

Guardanapo de bombons

Com craquelê

Estas duas foram enfeitadas pela minha filha

Slow Life


“Desacelerar para se reconectar a si mesmo, às pessoas e ao lugar em que se vive. Talvez não exista nada mais contracultural hoje em dia do que desacelerar o passo. Sim, porque vivemos na era da velocidade, em que consumir a última geração de eletrônicos, a mais recente moda e a mais nova dieta para emagrecer é uma luta diária sem fim – e sem sentido. 
Tudo parece mudar em segundos. O tempo escapa dos nossos dedos e deixa a respiração curta, ofegante. Isso lá é vida boa? Isso lá é “avanço”?
Quanto, de fato, essas invenções do tipo mais-do-mesmo melhoraram nossas vidas? Temos mais tempo livre hoje? E o que fazemos com ele? Vamos às compras? Frequentamos cursos de reciclagem para não perder o emprego?
Será que realmente a felicidade mora na velocidade? Que tal desacelerar? Experimente! Não digo que é fácil. Tento um pouco a cada dia e, confesso, muitas vezes sou engolida pelos compromissos, pelo trânsito infernal, pelo celular, pelo almoço rápido, pela vontade de dar um up grade no computador. Afinal, somos bombardeados 24 horas por dia por mensagens que pedem: compre, consuma, jogue fora, troque, atualize-se.

Talvez a melhor estratégia, no entanto, não seja combater o que está à nossa volta, como um militante deste ou daquele movimento. Lembro-me do que dizia meu professor de kung fu sobre caminhar feito água de rio, desviando-se suavemente das pedras para seguir seu próprio curso. Sem violência, entende?
Se você, assim como eu, está buscando desacelerar o passo para viver mais e melhor, aproveite a experiência de quem já está nesse caminho há mais tempo. Procure ler, pesquisar na internet, conversar com os amigos. Há muito para se estudar e, quem sabe, incorporar em nossas vidas. Mas, lembre-se: devagar, sem pressa, sem ansiedade. Um passo de cada vez. Devagar e sempre.” 


Descobri que é muito importante ter qualidade de vida, ter mais tempo para as pessoas que amamos e respeitar os nossos limites.

Bom, desejo a vocês um ótimo final de semana num ritmo bem saudável.



Me siga nas redes
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O que achou do post? Deixe um comentário.

Aprenda a fazer brigadeiro gourmet

TRADUZA O TEXTO:

.

.
Economize R$ 50,00

Seguidores

Seguir por E-mail

INSTAGRAM

Postagens populares

Total de visualizações

.