. . . . Recomeçar - Mania de Organizar e Viver Saudável

Recomeçar

“Ainda bem que sempre existe outro dia. E outros sonhos. E outros risos. E outras pessoas. E outras coisas…” (Clarice Lispector)



Vou contar um pouco de minha trajetória profissional. Recomecei algumas vezes na vida.

Minha graduação foi em Educação Física, mas acabei nunca exercendo essa profissão por ser necessário ajudar em casa quando solteira e naquela época, em 1985, era quase necessário pagar para iniciar carreira na área. Acabei prestando concurso e entrei na Petrobrás na área administrativa. Foram 3 anos muito difíceis pois sofri com rinite por causa do cheiro dos gases do complexo industrial. Quando ainda solteira, sempre morei em Santos e achava horrível ter que ir a Cubatão todos os dias e voltava pra casa "acabada" de cansaço.
Em 1989 me casei com um Oficial da Marinha Mercante e pleiteei na empresa, uma licença sem remuneração, que não me foi concedida. Queríamos estar juntos, então saí do emprego e fui com meu esposo fazer algumas viagens. Viajava com ele pelo menos uma vez por ano. Fomos juntos a alguns lugares lindos: Tarragona (Espanha), Casablanca (Marrocos) por duas vezes, Quebec (Canadá), Norfolk (USA) e na América do Sul estivemos em Bahia Blanca (Argentina). Também estivemos em alguns lugares no Brasil, como Paranaguá (PR), Porto Alegre (RS), Manaus (AM), Belém (PA), Mossoró (RN), Fortaleza (CE), Salvador (BA) e Vitória (ES), não necessariamente nessa ordem citada. Estávamos juntos e isso era o mais importante para nós. O dinheiro que recebia lá nunca nos fez falta pois Deus não nos deixou faltar nada. Se tivesse ficado lá eu não teria vivido quase todas as experiências que tenho vivido nesses quase 26 anos.
Minha saída de lá foi crucial para nos conhecermos melhor e nessa vida ficamos 5 anos. Mas queríamos ter uma vida normal, ter um filho sendo criado por pai e mãe, do contrário eu teria que acumular as duas funções. Na época a Marinha Mercante do Brasil não estava valorizando os Oficiais como deveria e então era melhor sair. Meu marido saiu no ano de 1995, com a promessa de voltar, se financeiramente fosse necessário. Em nenhum momento ao longo desses 20 anos houve essa necessidade. Deus tem nos sustentado. Ele "nunca" se arrependeu por ter saído.
Em 1993 me formei no Curso Técnico de Informática e esse curso me rendeu mais de 20 anos de trabalho como professora até o ano de 2014. Pude cuidar de nossa filha que nasceu no ano de 1996, estar com ela, educá-la e ela desfrutou por 8 anos de bolsa de estudos por causa de parte desse trabalho. Me formei em duas Especializações: Educação Especial e Ética, Valores e Cidadania na Escola (USP) nesse período também. Mas, não estava feliz com o trabalho nos últimos 2 anos (2013-2014 - não eram aulas de Informática, mas de Robótica). Por isso parei, porque não estava me fazendo bem até na questão de saúde. Estar em sala de aula como professora de crianças, no final, me trouxe uma espécie de síndrome do pânico. Quando era dia de ir à escola, já acordava infeliz. Não me arrependo por ter saído do trabalho e Deus tem nos sustentado nesse período como sempre sustentou.
Depois que saí do último trabalho, há pouco mais de dois anos, comecei a aprender mais sobre alimentação saudável e alimentos funcionais, apesar de já "comer direito" desde o ano 2000 (mas isso é um assunto para uma outra postagem). Leio e pesquiso muito a respeito do assunto e aplico o que aprendo no dia a dia aqui de casa. O interesse veio por ter que tratar alguns problemas de saúde que foram surgindo com o passar dos anos. Passei a praticar atividade física em academia (2 horas por dia) durante a semana e caminhadas nos finais de semana. Me sinto super bem e ir à academia é atualmente minha diversão.
Há um ano, surgiu a oportunidade de frequentar o Curso Técnico em Nutrição e Dietética. São três módulos (um módulo por semestre) e sairei habilitada para uma nova profissão. Se vou trabalhar com isso? Não sei ainda, mas espero que sim, pois ainda faltam alguns anos para me aposentar.

Lembrando de tudo isso, tenho a certeza de que estou trilhando o caminho certo pois a gente pode fazer tentativas, errar, acertar, começar de novo enquanto há vida.

DEUS TEM SIDO BOM O TEMPO TODO!

Quel

Nenhum comentário: